Óculos hipnótico - Tudo o que você precisa saber

Óculos hipnótico - Tudo o que você precisa saber

Óculos hipnótico - Tudo o que você precisa saber

Voltado para tratamentos de hipnose, o óculos hipnótico é totalmente profissional. Sendo utilizado principalmente para tratar fobias e problemas semelhantes.

Muitas das vezes, ele é utilizado em consultas, por terapeutas. Além disso, não se assemelha tanto aos convencionais de grau ou os de brinquedo, coloridos e com espirais giratórios, para supostamente hipnotizar uma pessoa.

Então, pensando nisso, veja agora tudo o que você precisa saber sobre o óculos hipnótico. Tal como: benefícios, funcionalidades e principalmente, o uso da realidade virtual no tratamento de fobias.

Óculos Hipnótico:

O óculos hipnótico pode ser utilizado em situações cotidianas. Dessa forma, para reduzir o nível de estresse, relaxar, ajudar a diminuir a ansiedade, dentre outras situações.

Aliás, como falamos anteriormente, pode ser utilizado por profissionais em suas consultas de hipnose.

Benefícios do óculos hipnótico:

Existem vários benefícios em utilizar o óculos hipnótico, entre os principais, estão:

  • Traz ótimos resultados em tratamentos psicológicos ou psiquiátricos.
  • Uma opção muito relevante para quem não quer fazer uso de medicamentos e procura um processo natural.
  • Um tratamento de eficiência e rapidez.
  • Apresenta resultados positivos em poucas sessões, em comparação a tratamentos com psicólogos ou psicanálise.

Não tem efeito colateral.

Relaxamento completo com o óculos de hipnose:

O óculo hipnótico produz pulsos alternados dos LEDS. Uma interrupção ritmada da luz, que incide nos olhos, causando o efeito hipnótico. Sendo assim, esse processo leva uma pessoa ao seu estado de relaxamento completo.

Além disso, é indicado utilizá-lo em locais que são mais escuros, sem muita luz e que também são calmos. Para que assim, a experiência seja ainda melhor.

Óculos de Realidade Virtual – Uma opção de óculos hipnótico:

Os óculos de realidade virtual também estão sendo utilizados para tratamentos de hipnose. Durante a terapia, o paciente é colocado dentro de situações que causam traumas e fobias, para que dessa forma, sejam tratadas.

Por exemplo, é possível simular uma situação onde uma pessoa que tem fobia de avião, se sinta dentro de um e com isso, o profissional que está auxiliando, consiga trabalhar em cima dessas emoções e tratar o problema.

Sendo assim, há principalmente um monitoramento das reações do paciente em relação ao seu trauma e fobia.

Inclusive, há estudos da eficácia deste óculo em tratamentos de depressão, ansiedade e psicose. Além disso, todo o procedimento é feito respeitando os limites de cada indivíduo.

Afinal, cada caso merece uma atenção exclusiva, já que dependerão do grau de fobia e também da reação de cada pessoa de acordo com seus medos.

A decisão de usar a hipnose como tratamento auxiliar, deve ser consultada por um profissional de saúde qualificado e que seja treinado para o uso das técnicas.

Mas o que é hipnose?

No texto abaixo, veja o conceito de hipnose, os tipos e benefícios desse tratamento.

O que é hipnose?

A hipnose há muitos séculos não tinha credibilidade e era considerada uma atividade suspeita. No entanto, nos últimos tempos tem sido utilizada para estudar o comportamento humano.

É uma técnica aplicada por profissionais, que condiciona a pessoa a um estado de transe, aumentando o foco e proporcionando mudanças nas sensações, percepções e comportamento.

Permite ao paciente se conhecer melhor, relembrar situações passadas com mais detalhes, superar traumas e medos, dentre outros.

O transe pode ser leve, médio ou profundo. Na qual, durante esse tempo, são realizados os fenômenos hipnóticos.

Entenda mais sobre isso no tópico seguinte:

Fenômenos Hipnóticos: O que ocorre com o uso de Óculos Hipnóticos?

  • Rapport: é o momento em que ocorre a CONEXÃO entre o terapeuta e o paciente;
  • Catalepsia: imobilização ou ausência de vontade de se movimentar;
  • Dissociação: É poder ser duas pessoas em uma só, sendo possível executar várias coisas;
  • Analgesia: diminui a sensação de dor;
  • Anestesia: o paciente não sente determinada parte do corpo;
  • Regressão: recordação de algo do passado;
  • Progressão: se vê no futuro, realizando as metas propostas durante a terapia;
  • Distorção do tempo: Falta de percepção cronológica;
  • Amnésia: quando não se lembra de tudo ou parte de algo que aconteceu;

No transe leve, o paciente sente todos os fenômenos hipnóticos.

Em um transe médio, fenômenos com a catalepsia são mais intensos. Dessa forma, os músculos faciais ficam mais soltos e a respiração lenta. 

Já no transe profundo, os olhos ficam fixos e vidrados, e podem ocorrer fenômenos da amnésia.

A hipnose pode ser dividida em três tipos: a tradicional, a hipnoterapia e a auto hipnose.

No texto abaixo veja com mais detalhe cada um desses tipos e suas principais diferenças.

Os tipos de hipnose:

Hipnose tradicional:

Na hipnose tradicional, a pessoa fica vulnerável às sugestões do hipnólogo.

Porém, claro que todo o procedimento é detalhado ao paciente antes que a consulta inicie. Dessa forma, para que ele tenha mais conhecimento e fique mais tranquilo.

Hipnoterapia:

É utilizada para fins terapêuticos. É um processo de profunda concentração. Sendo assim, trabalha a mente e induz a novos hábitos, mais saudáveis.

Diferente da convencional, o profissional se adapta a linguagem do paciente.

É dividido em cinco etapas:

  1. Pré-Talk (Conversa inicial): Nessa etapa o paciente e o hipnólogo entram em um consenso sobre o objetivo da hipnose.
  2. Anamnese: Aqui é a fase da investigação do problema e as possíveis causas.
  3. Indução hipnótica: O hipnólogo conduz o paciente para um relaxamento ou uma visualização guiada.
  4. Sugestão: Na penúltima fase, quando o paciente está hipnotizado, o hipnólogo sugestiona ao paciente, em forma verbal sobre o seu comportamento. Dessa forma, influenciando-o a abdicar de determinados hábitos ou crenças.
  5. De Hipnotização: Momento de saída do paciente do transe hipnótico e retorne ao estado normal.

Auto- hipnose

Consiste no processo em que o paciente, com o auxílio de um hipnólogo, auto induz a hipnose.

É uma modalidade não muito aceita pelo Instituto Brasileiro de Hipnologia. Pois o paciente pode acabar racionalizando pensamentos e imaginação.

Essa indução é feita por meio de um relaxamento dirigido, seja por palavras ou toques em pontos específicos no rosto.

Além disso, também podem ser induzidas pelos óculos hipnóticos, por exemplo. Pois eles dão suporte durante o tratamento.

Não há dúvida que o óculos hipnótico é um instrumento muito importante para o tratamento de diferentes problemas. Além disso, não há dúvida que você precisa utilizá-lo ao fazer uma consulta com um profissional.

Publicações Recente

Conheça Valdir Dias
hipnose para ansiedade em campinas valdir dias

Olá, meu nome é Valdir Dias, sou hipnoterapeuta clínico,
meu trabalho é fazer você tratar suas questões usando a Hipnose Clínica. 

Newsletter

Assine nossa newsletter e fique por dentro do mundo da hipnose clínica.

Compromisso de proteger sua privacidade.

Publicações